Sábado, 18 de noviembre del 2017
Idioma Es Pt En

Autoridade central é crucial para proteção na transferências internacionais de dados, dizem especialistas

Teletime - Lúcia Berbert - 08.06.2017, 06:59
disminuir el tamaño de la fuente aumentar tamaño de la fuente

A existência de uma autoridade garantidora da proteção dos dados pessoais, forte e independente, é crucial para garantir a flexibilidade necessária para transferência internacional de informações dos cidadãos com segurança. A avaliação é comum aos debatedores da audiência pública realizada na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, 7, sobre o tema. Esse órgão central pode ser capaz de homologar certificações ou normas corporativas vinculantes das empresas para autorizar as transferências, além de ter o poder de fiscalizar e sancionar abusos, defendeu o professor de direito privado da UnB, Tiago Sombra.

Segundo Sombra, o vazamento de dados atualmente tem regras fragmentadas em diversos órgãos, como na CVM, Cade, Coaf e Senacom, que não contemplam todas as atividades. O representante da Open Knowledge Foundation, Danilo Denoda, disse que o Brasil perde bilhões de reais em negócios por não ter regras convergentes de proteção de dados, o que dificulta especialmente o comércio com países europeus e os Estados Unidos. Ele disse que o Brasil está atrasado sobre a questão da privacidade dos dados até na América Latina, onde países como o Uruguai e Argentina saíram na frente.

Leer más: http://convergecom.com.br/teletime/07/06/2017/autoridade-central-forte-e-crucial-para-dar-protecao-as-transferencias-internacionais-de-dados-dizem-debatedores/?noticiario=TT

 
« Junio 2017 »
Lun Mar Mier Jue Vie Sáb Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

 

  



Es una publicación de Cultura, Comunicación y Desarrollo, S.C. Todos los derechos reservados © 2017

Los nombres de los espacios Mediatelecom Minuto a Minuto, Mediatelecom Américas, Sociedad de la Información e Internet y Telecomunicaciones,
Sociedad y Desarrollo son segmentos de Cultura, Comunicación y Desarrollo, S.C que ofrecen un servicio sin fines de
lucro y proporcionan el enlace directo a la fuente original, respetando los derechos de autor del editor y del autor sin alterar o
modificar parcial o totalmente la obra autoral originaria.